RelógioO horário de verão é o adiantamento de uma hora no fuso horário oficial de determinado local. Essa alteração é adotada durante o verão, onde os dias são mais longos e as noites mais curtas, fato que ocorre devido a posição da Terra em relação ao Sol.

Esta invenção teve sua origem no ano de 1784, quando o político (e inventor) Benjamim Franklin observou que nos meses de primavera e verão, o sol nascia antes mesmo que as pessoas estivessem acordadas; foi quando pensou e propôs sua ideia para se ter um melhor proveito das horas em que o sol ainda estava exposto, visto que a eletricidade ainda não havia sido inventada. A princípio, a ideia foi rejeitada em seu país, Estados Unidos, e a Alemanha foi o primeiro país a adotar o horário de verão, em 1916 durante a Primeira Guerra Mundial.

A medida foi adotada no Brasil pela primeira vez em 1931 por iniciativa do então presidente do Brasil Getúlio Vargas, abrangendo todo o território nacional, intercalando posteriormente vários períodos de ausência. Foi a partir de 1985 que a ideia passou a vigorar de fato, devido a uma queda do nível de água nos reservatórios das hidrelétricas. Atualmente, adotam o horário de verão: região Sul, região Sudeste, região Centro-Oeste e o estado da Bahia, tendo este último voltado a fazê-lo em outubro de 2011, após oito anos sem praticá-lo. O horário de verão tem início no terceiro domingo de outubro e termina no terceiro domingo de fevereiro.

Se geralmente as luzes públicas se acendiam às 18:00, durante o horário de verão acendem somente às 19:00, o que coincide também com o horário em que as pessoas voltam pra casa e utilizam mais energia. Sem contar que durante o verão o consumo de energia aumenta por ser a época mais quente do ano. Estima-se que a economia de energia elétrica seja de cerca 1%, e nos horários de maior consumo de 3,5 a 5%.

Devido à algumas alterações no relógio biológico, o horário de verão agrada a uns e desagrada a outros. Normalmente, quem precisa acordar cedo não gosta dessa mudança, pois quando acordam ainda está escuro. Já outras pessoas enxergam vantagem em poder praticar atividades na claridade natural até praticamente oito horas da noite, dando a impressão de que o dia se tornou mais longo. Segundo pesquisas feitas, a maioria da população aprova a medida, pois compreende a proporção de benefícios do horário de verão.

Banco MadeiraMudanças das Estações

A mudança de clima afeta não só os seres humanos, como também a rotina dos animais, o andamento da agricultura e o desenvolvimento das plantas. De acordo com a estação, os dias se tornam mais curtos ou longos, e automaticamente isso afeta nosso relógio biológico, governa os ciclos de sono, as funções do corpo, etc. Assim também ocorre com os animais, que precisam se adaptar à essas mudanças. Porém, os mais evoluídos possuem a capacidade de regular seus ciclos biológicos de acordo com as diferentes estações.

Além do fator “luz”, o clima faz com que a rotina dos animais em busca de alimentos se atenue ou intensifique, além das mudanças na reprodução e na manutenção das crias. Existem animais que aumentam a busca por alimentos na primavera, no verão e no outono, para que no inverno não precisem sair, ou então, simplesmente hibernam, entram em um estado de sonolência e inatividade, reduzindo todas as funções vitais.

A alteração das plantas de acordo com a estação do ano também é perceptível para a população. A primavera é o período de floração e o outono da queda das folhas. Em alguns lugares, o reflorescimento da flora e da fauna é bem marcante e característico, como no Centro-Oeste, uma região onde o período de seca é intenso e antecede a primavera. Portanto, logo após a época onde tudo fica seco, marrom e sem graça, vem as flores com seu colorido.

Para a agricultura, a mudança de estação também tem uma grande influência, pois ela se ajusta de acordo com o clima; por isso existem as épocas certas para o plantio e para a colheita. Mas isso varia de acordo com o produto, alguns permitem até mais de uma colheita por ano. Porém, caso haja uma mudança repentina e inesperada no clima, pode ocorrer grandes prejuízos para os agricultores.

Além de tudo isso, nós também somos muito afetados com a mudança de clima. A começar pela mudança brusca de um local para o outro. Se você estiver em uma cidade muito quente e de repente ir para outra muito fria e seca, pode ser que seu corpo não reaja da melhor forma com a incidência de viroses, sangramentos no nariz, dor de garganta, etc.

Outra forma que o clima pode afetar nossa vida e rotina é quando o calor é excessivo, sendo necessário adotar medidas reguladoras, como suspensão de aulas e reajustes de horários. Sem contar com as reações do corpo, como a desidratação, queda de pressão arterial, desmaios, alteração do humor, dentre outros.

Curiosidade do Horário de Verão

Você sabe por que as regiões Norte e Nordeste (com exceção da Bahia) não adotam o horário de verão? Acontece que em regiões próximas da linha do Equador, os dias e noites tem duração praticamente iguais, mesmo no verão. Portanto, a adoção de tal medida nesses locais traria pouco ou nenhum benefício.